Viagens

O portal que liga Nova Iorque e Dublin em tempo real — e que já gerou polémica

De um lado, nova-iorquinos; do outro, dubliners. O projeto foi inaugurado na semana passada e tem captado a atenção dos visitantes.
Estará disponível até ao outono.

A distância sempre foi um obstáculo, mas a tecnologia tende a superar-se no que toca a arranjar soluções. Além das videochamadas e visitas virtuais, surge agora uma espécie de portal que liga Dublin e Nova Iorque, num ecrã gigante que transmite ao vivo e a cores tudo o que acontece de um e do outro lado.

Parece complexo, mas não é — quem está em Dublin, na O’Connell Street, consegue ver o que se passa em Nova Iorque, num dos cruzamentos mais famosos da Broadway entre a 5.ª Avenida e a Rua 23 — e vice-versa. Trata-se de um projeto artístico da autoria de Benediktas Gylys iniciado em 2021 e que anteriormente ligou Vilnius, na Lituânia, a Lublin na Polónia.

As duas estruturas redondas, com mais de três toneladas e um ecrã com dois metros, vigiam agora Dublin e Nova Iorque durante 24 horas por dia, sete dias por semana. Apesar de a transmissão não ter som, os gestos são suficientes para estabelecer contacto. Trata-se de um convite para “conhecer pessoas além fronteiras e preconceitos”, de forma a unir a população num todo, através da tecnologia e engenharia de ponta, explica o artista em entrevista à “CNN”.

“A transmissão ao vivo oferece uma janela entre locais distantes, permitindo que as pessoas se encontrem fora dos próprios círculos sociais e culturas, transcendendo fronteiras geográficas e abraçando a beleza da interconexão global”, acrescenta. Desde a dança ou até mesmo aos acenos e palmas, não só este portal como os anteriores têm sido bem recebidos por todos. Bem, quase todos.

Ao fim de algumas horas, a primeira polémica estalou. Num vídeo partilhado no X (antigo Twitter), é possível ver pessoas de um e outro lado do portal a tentarem passar mensagens. Eis senão quando, do lado irlandês, alguém aproxima o ecrã de um telemóvel à câmara, até que se torna possível ver uma fotografia das Torres Gémeas, no momento do ataque terrorista de 11 de setembro. Uma graça em jeito de provocação que não caiu muito bem e derrota o propósito do projeto.

As esculturas atualmente instaladas entre Dublin e Nova Iorque vão estar disponíveis até ao outono e terão novas ligações da Irlanda para a Polónia, o Brasil e a Lituânia, no mês de julho, com datas ainda por anunciar.

@cosmoscharf

A portal opened up in New York City! #portal #flatiron #newyorkcity #nyc

♬ original sound – Cosmo Scharf

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT