Viagens

O último sábado em Espanha foi o dia mais quente de maio desde 1950

Na madrugada de sábado já se registavam 25 graus em Jaén (Andaluzia), uma temperatura atípica para esta altura do ano.
Os especialistas estão surpreendidos.

Espanha registou no último sábado, 21, o dia mais quente para um mês de maio desde 1950, ano em que começaram a documentar as temperaturas.  Registaram-se 41 graus de temperaturas máximas em Sevilha, 40,3 graus em Jaén, 37,3 em Girona, 36,8 em Lleida, 36,2 em Daroca e 34,5 em Valladolid.

As mínimas foram igualmente elevadas. Verificaram-se 25,9 graus em Jaén, 21,5 em Cáceres, 21,4 em Segóvia, 19,8 em Salamanca, 19,5 em Cuenca, 18,9 em Ávila, 18,1 no aeroporto de Salamanca e 15,5 graus em Calamocha. “Destaca-se especialmente pelas temperaturas mínimas, que foram muito mais elevadas do que no episódio de calor de 2015”, diz Rúben del Campo, o porta-voz da Agência Estatal de Meteorologia (AEMET) do país, citado pelo “El País”.

Em Jaén, por exemplo, os termómetros registaram temperaturas 16 graus acima das esperadas na região. Os especialistas afirmam que aquela onda de calor é “algo praticamente impossível de acontecer no país”.

Na madrugada de sábado já se registavam 25 graus em Jaén (Andaluzia), uma temperatura “extremamente quente” para esta altura do ano. Para lidarem com o calor, foram várias as pessoas que se banharam em fontes públicas. “Este episódio é muito incomum e pode ser um dos mais intensos dos últimos vinte anos”, acrescenta Rúben del Campo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT