Viagens

Os novos lugares favoritos dos passageiros nos aviões (já a partir deste ano)

Está em estudo uma nova classe para viagens internacionais. A solução pode ser tudo o que sempre sonhámos.
Não se esqueça deste nome

Ainda não podemos viajar livremente e sem restrições, mas falta cada vez menos para que isso seja possível. Estamos todos cheios de vontade ter férias e viajar, de preferência para o destino mais longe possível. Com isso em mente, há alguns novos truques que deve ter em consideração na hora de começar a planear as férias. Pensados antes da pandemia de Covid-19 tomar conta do mundo, os lugares de categoria económica premium vão ser os mais requisitados nas viagens internacionais já a partir deste verão. As razões são várias e nem todas são assim tão óbvias.

Convém primeiro perceber que lugares são estes. No fundo, é uma classe que fica entre a económica e a executiva e que, por isso, oferece sobretudo mais espaço, maior conforto e eventualmente alguma outra regalia, dependendo da companhia aérea.

“A parte mais importante daquilo que oferece um assento em económica premium ao passageiro é uma melhoria significativa em termos de conforto quando comparada com a económica. Os lugares de económica premium normalmente têm mais 12 a 25 centímetros de espaço para as pernas, maior inclinação do assento com apoio para as pernas e uma melhor experiência de entretenimento com um ecrã muito maior”, explica o designer responsável por alguns dos melhores bancos dos últimos anos, Ben Orson, citado pela “CNN”.

Além disso, os assentos são cinco a oito centímetros mais largos e há menos um ou dois bancos por fila. Isso quer dizer que passam a ser oito nos Boeing 777 e nos Airbus A380 — dois dos modelos mais comuns em viagens internacionais —, quando comparados com os dez bancos de classe económica.

De acordo com Orson, a classe económica premium passa mesmo a ser aquela que é mais rentável por metro quadrado. Além do assento maior e do aumento do espaço para pernas e entre bancos, esta classe terá acesso, em muitas companhias, a poder escolher os lugares que reservar, ter embarque prioritário ou aumentar a bagagem permitida.

Vantagens para a pandemia e para o que vier depois

Que vantagens é que traz então esta categoria? Para começar, alguns dos mais interessados serão sempre os passageiros mais velhos e os mais altos, pela questão do conforto corporal, mas também quem viaja a negócios e quer um lugar mais tranquilo e confortável sem precisar de pagar o preço de executiva.

Outros aspetos aos quais é preciso ter atenção e que poderão tornar a económica premium mais apetecível são, por exemplo, a crise económica que se avizinha e que fará com que quem viajava em executiva deixe de ter recursos para fazê-lo. Para a queda não ser tão grande, especialmente em termos de conforto, a melhor opção poderá ser esta nova categoria.

Claro que também é uma escolha apropriada para quem quer dar-se um capricho mas não tem ainda a possibilidade — ou simplesmente não quer — de pagar um lugar em executiva. Até mesmo para quem tem milhas para usar e pode aproveitar a oportunidade para fazer o upgrade.

Se olharmos para o lado da saúde e dos cuidados ainda necessários devido à pandemia, esta classe tem maior espaço entre os passageiros, o que ajuda a diminuir aquela típica sensação de sardinha enlatada que a económica às vezes pode dar.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT