Viagens

Os tubarões brancos estão a desaparecer (e o suspeito não é quem está a pensar)

No espaço de poucos anos, na África do Sul, passaram de mais de 200 para apenas um.
Quando o predador é presa.

O tubarão branco é o mais intimidante de todas as espécies de tubarões, não por acaso foi o protagonista exclusivo para o blockbuster que foi “Tubarão”, em 1975. Mas há nas águas um predador maior.

Entre os anos 2010 e 2016,foram – pelo menos 205 avistamentos de tubarões desta espécie junto à costa da Cidade do Cabo, na África do Sul. Depois, no espaço de poucos anos, os tubarões brancos praticamente desapareceram. Nos últimos dois anos apenas um avistamento foi confirmado.

Pensava-se que a razão para tal, como em tantas outras que afetam o ecossistema, seriam os humanos. A pesca ilegal, efeitos de alterações climáticas e a pesca em excesso teriam contribuído para que os animais desistissem daquelas águas. Mas um novo relatório do governo sul-africano e apoiado por especialistas apresenta outra versão.

A notícia é avançada pela agência AFP, que dá conta de um dado que se destaca no relatório. Em 2015, um grupo de orcas terá chegado às mesmas águas. De então para cá, a população de tubarões começou a reduzir-se, não só devido a mortes mas a um êxodo generalizado.

Os tubarões são uma das atrações turísticas naquela região. Há viagens organizadas de barco que permitem aos passageiros a oportunidade de avistar estes predadores dos oceanos. Mas este negócio tem estado em baixa. Desde 2017 que entre os locais se referia o número decrescente de avistamentos. Curiosamente, nesse ano foram encontradas na mesma zona cinco carcaças apenas parcialmente devoradas de tubarões brancos. O fenómeno repetiu-se mais algumas vezes entretanto. Esta história tem contornos ainda mais curiosos (e macabros).

Duas orcas em particular, baptizadas por investigadores locais como Port e Starboard, são as principais suspeitas dos ataques. Muitas vezes não devoram o tubarão, atacando diretamente a zona do fígado, que será particularmente calórico.

Um tubarão branco pode chegar a ter seis metros de comprimento e pesar cerca de 2,5 toneladas. As orcas costumam ser um pouco mais compridas, mas são consideravelmente mais pesadas. Certos machos chegam a pesar entre sete a 10 toneladas.

Um dos elementos que os investigadores já identificaram é que o número de avistamentos baixou sempre cada vez que eram encontradas carcaças de tubarões brancos alvo de ataques de águas. Cada morte terá sido um aviso à navegação para os outros elementos da espécie. “É irónico, quando pensamos em tubarões brancos não is imaginamos aversos ao risco”, nota Salvador Jorgensen, citado pela “Insider”, a propósito de um estudo divulgado no ano passado sobre as duas espécies. “Mas isto mostra que saber quando fugir também faz parte do reportório destes grandes predadores”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT