Viagens

A partir de junho terá de pagar até 10€ para entrar em Veneza

A taxa turística começa nos 3€, mas o montante vai variar de acordo com o dia escolhido e o movimento esperado.
O objetivo é melhorar a qualidade de vida na cidade.

Vários destinos turísticos têm vindo a implementar uma taxa turística, como forma de proteger o património e o ambiente. Em Portugal, esta estratégia foi aplicada em Óbidos e na ilha das Berlengas, por exemplo. Lá fora, também é uma tendência crescente. A partir de junho, todos os turistas que passem por Veneza, em Itália, terão de pagar um imposto no valor máximo de 10€.

Esta medida já tinha sido aprovada pelo governo, mas esperava-se que o montante fosse de apenas 5€. Acabou por ser posta em pausa devido à pandemia, e as mudanças ambientais na cidade foram quase instantâneas. Os icónicos canais, por exemplo, encontravam-se mais limpos do que nunca.

No fim de semana de Páscoa, os números de turistas dentro do território chegaram aos valores pré-Covid. Agora é garantido que a iniciativa irá mesmo avançar já este verão.

A partir de junho, todos aqueles que visitarem a cidade sem lá passarem a noite, terão de reservar com antecedência a entrada em Veneza. Este custo poderá variar entre os 3€ e os 10€. O preço vai depende do dia escolhido e do movimento esperado.

A medida estará a ser testada durante seis meses, e entrará em vigor em janeiro do próximo ano. Veneza pretende ser segundo Luigi Brugnaro, um político local, a primeira cidade do mundo a fazer “esta experiência difícil”.

O site onde a passagem poderá ser marcada ainda não está concluído, mas já está nas fases finais de testes. “Quem reservar vai receber incentivos, como descontos nas entradas em museus. Para determinar a taxa de acesso, definiremos um limite máximo de 40 mil ou 50 mil visitantes por dia”, explica Simone Venturini, a vereadora do turismo de Veneza, ao jornal italiano “La Repubblica”.

Por outro lado, existem certas ocasiões em que a taxa máxima de 10€ não se aplica. Quem ficar alojado na cidade acaba por ficar isento de qualquer custo, visto que já tem de pagar a tal taxa turística de 5€ por noite.

Entretanto, carregue na galeria para conhecer outros destinos que tem mesmo de conhecer em 2022 (e onde não paga uma taxa turística).

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT