Viagens

Quem não usar máscara em Macau pode ser punido até 2 anos de prisão

A região volta a encerrar devido ao aumento de número de casos de Covid-19. O confinamento é obrigatório.
O número de casos tem aumentado na região.

O aumento de casos de Covid-19 em Macau voltou a encerrar a região. A partir desta segunda-feira, 11 de julho, as atividades comerciais não essenciais estão fechadas — é o caso dos casinos, por exemplo. O confinamento é obrigatório, bem como o uso de máscara FFP2 ou superior. Caso saiam à rua sem este equipamento de proteção, os cidadãos incorrem numa multa ou numa pena de prisão que pode chegar aos dois anos.

“De 11 a 18 de julho, vão ser suspensos todos os serviços comerciais, mantendo alguns serviços essenciais aos cidadãos, para melhor controlar a transmissão de epidemia“, explicou o Administração e Justiça de Macau numa conferência este domingo, 10 de julho, aqui citado pelo “Observador”.

“Todas as pessoas têm de permanecer no domicílio, salvo por motivos de trabalho necessário e compra de bens básicos para a vida quotidiana ou por outros motivos urgentes.” Farmácias, mercados, supermercados e espaços de cuidados de saúde estão abertos, mas com acesso bastante limitado.

A região tem feito vários testes massivos à população de forma a conter o atual surto que já identificou mais de 1.300 infetados e provocou duas mortes. Existe ainda a obrigação de fazer um teste diário de antigénio e de comunicar o resultado através de um site criado para o efeito.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT