Viagens

Região do Médio Tejo vai ter três novos Caminhos de Fátima

O projeto vai aumentar a sinalização e cerca de 200 quilómetros de percursos.
Novas rotas estarão prontas no final do verão

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) vai ter três novos itinerários dos Caminhos de Fátima. Neste momento, encontram-se em diferentes fases de desenvolvimento. O projeto “Caminhos de Fátima do Médio Tejo” foi adjudicado pela CIMT à Upstream, que promete com isso desenvolver e sinalizar novas variantes de acesso a Fátima profundamente enraizadas na tradição e património Marianos na região.

Os novos itinerários vão partir de Tomar, da Beira Interior e do Alto Alentejo e terão uma extensão total de cerca de 200 quilómetros. Para que tudo seja feito em segurança e conformidade com as normas, este projeto conta ainda com parcerias com o Santuário de Fátima, com o Turismo do Centro de Portugal, com o Centro Nacional de Cultura e com vários municípios.

“Com a duração de cinco meses, este projeto implica o respetivo levantamento cartográfico e digital prévio dos percursos – que incidem sobre os 13 Concelhos englobados na CIM Médio Tejo (Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei, Vila Nova da Barquinha) –, dos pontos de interesse turístico e religioso, dos recursos de apoio aos viajantes e dos conteúdos para comunicação”, diz a CEO da Upstream, Catherine de Freitas.

“A Upstream está no terreno a fazer a georreferenciação dos pontos de interesse para quem visita o território, prosseguindo depois com ações de melhoria, eventos, comunicação e estruturação de programas turísticos para promoção destes itinerários religioso-culturais”, acrescenta a responsável.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT