Viagens

Sluishuis: o edifício peculiar que parece estar a flutuar num lago em Amesterdão

É o novo ícone residencial da cidade, com mais de 400 apartamentos. Tem um design contemporâneo e um formato triangular inusitado
Tem um design contemporâneo.

Não é só no Dubai ou no Catar que se constroem edifícios completamente diferentes e luxuosos. Os Países Baixos também são conhecidos por surpreender quando se fala em arquitetura e o novo edifício residencial é a prova disso.

Composto por mais de 400 apartamentos, o Sluishuis é o novo projeto que está a dar que falar em Amesterdão. Criado pelo Bjarke Ingels Group (BIG) e a Barcode Architects, este edifício peculiar pode muito bem tornar-se no próximo ícone da cidade por ser um ponto de encontro entre a água e a paisagem rural.

Localizado no bairro residencial de IJburg, “o Sluishuir foi concebido como um quarteirão no centro de Amesterdão a flutuar no lago IJ, completo com todos os aspetos da vida da cidade”. Com uma arquitetura única, a construção fica sobre uma espécie de ilha artificial que remete às próprias origens do município e, ao mesmo tempo, tem um design contemporâneo e um formato triangular inusitado: duas das partes estão viradas para o interior e a outra para a água.

O edifício, que vai abrir oficialmente a 22 de setembro, vai funcionar como um quarteirão completo. Além dos mais de 400 apartamentos, que vão desde imóveis simples até penthouses de dois andares, o projeto contará com diversos serviços e entretenimentos. Um dos destaques é o terraço, que convida os visitantes a subir e apreciar a vista panorâmica. 

Uma das maiores particularidades é o facto de funcionar também como um porto: “em direção à água, o edifício ergue-se do rio, abrindo um portão gigante para a entrada de navios no porto/pátio. Um prédio dentro do porto, com um porto dentro do prédio”, destaca Bjarke Ingels, sócio fundador do BIG. As estruturas parecem flutuar na superfície da água e os visitantes têm à sua disposição uma série de passadiços verdes ao longo da costa.

De acordo com o “Idealista”, a equipa do projeto residencial optou por utilizar materiais naturais, de forma a garantir que a aparência do edifício permanecesse natural e rica ao longo do tempo. A fachada abstrata é de alumínio e reflete a água, dando assim uma aparência diferente a qualquer hora do dia.

Além do design inovador que está à vista de todos, o Sluishuis destaca-se também por ser um edifício sustentável: é aquecido através de uma combinação de aquecimento urbano com eficiência energética e bombas de calor para água quente e refrigeração; o consumo de energia é totalmente coberto por cerca de 2200 metros quadrados de painéis solares; e foi dada uma enorme atenção à vegetação e há espécies de plantas espalhadas por todo o lado.

Carregue na galeria para ver as imagens do projeto residencial.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT