Viagens

A Tailândia vai cobrar uma taxa turística de quase 8€ a partir de abril

O valor adicional será incluído no preço dos bilhetes de avião. Outras regiões do mundo já aplicam medidas semelhantes.
A taxa pretende criar melhores condições para os turistas.

Se sempre quis visitar a Tailândia, o ideal é fazê-lo antes de abril. A partir desse mês todos os turistas terão de pagar uma taxa de 300 Baht (7,88€), informaram as autoridades do país esta quarta-feira, 12 de janeiro.

A taxa faz parte do plano governamental que visa criar uma indústria turística mais sustentável. Além disso, parte do valor também será usado para a criação de novas atrações e para a criação de um seguro de saúde para todos os turistas que não tenham meios para terem o seu próprio.

“Parte da taxa será usada para tomar conta dos turistas”, afirma Yuthasak Supasorn, responsável pela Autoridade de Turismo da Tailândia, à “Reuters”. “Já aconteceu várias vezes os seguros não cobrirem turistas, o que depois se torna num fardo para nós”, acrescenta.

Thanakorn Wangboonkongchana, um porta-voz do governo tailandês, informa que este valor será cobrado juntamente com os bilhetes de avião dos voos dão entrada no país. As previsões apontam que o turismo poderá dar um impulso de 21 mil milhões de euros à economia do território asiático.

Verdade seja dita, as taxas turísticas não são uma novidade. O Butão combate o turismo em massa com taxas de 218€ diários por pessoa, enquanto que a Croácia opta por cobrar 1,33€ por noite a todos os que lá ficarem alojados. Em 2022, os viajantes que pretendem visitar Veneza só poderão conhecer a cidade depois de reservarem online e antecipadamente os seus bilhetes, pagando 5€ adicionais.

Em Portugal, também se começa a verificar o mesmo fenómeno. No primeiro dia do ano, Óbidos implementou a taxa municipal turística, cobrando 1€ a todos aqueles que pernoitarem na vila (exceto aos menores de 13 anos).

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT