Viagens

Tham Luang: a gruta na Tailândia onde 12 jovens ficaram presos está aberta aos turistas

A caverna tornou-se numa atração turística após o acidente em 2018. Reabriu ao público em outubro.
A equipa esteve presa 18 dias. Foto: Tham Luang–Khun Nam Nang Non Forest Park Office

No verão de 2018, um acontecimento chocou o mundo: uma equipa local de futebol juvenil entrou nas grutas de Tham Luang Nang Non, na Tailândia, após um treino. Enquanto estavam lá dentro, a meteorologia virou-se contra eles e as fortes chuvadas acabaram por inundar a caverna.

Sem forma de sair, os 12 jovens — entre os 11 e os 16 anos — mais o seu treinador de 25 anos, foram obrigados a ficar naquele local durante 18 dias. Durante esse período, especialistas de todo o mundo tentaram resgatar a equipa de futebol. Felizmente, nem todas as histórias têm um final trágico e o desfecho do incidente deixou todos ilesos.

A tragédia iminente foi amplamente mediatizada, fez inúmeras manchetes e originou diversos documentários. Agora é contada num filme do icónico cineasta Ron Howard, “Thirteen Lives”, que estreou a 5 de agosto, na plataforma de streaming Amazon Prime Video. O regresso desta história que parou o mundo aos ecrãs voltou a despertar a atenção para a gruta de Tham Luang onde ficaram retidos os 12 rapazes e que se tornou numa atração turística.

A caverna permaneceu encerrada durante meses após o resgate, à espera que o nível de água que a inundava baixasse. Entretanto, o recinto foi adequadamente preparado e começou a receber visitas em novembro de 2019. 

A gruta mais famosa do mundo pode receber grupos de 40 pessoas de cada vez, e um total de duas mil por dia. Para acederem às profundezas, os visitantes têm de preencher um formulário a solicitar autorização ao parque natural Tham Luang Khun Nam Nang Non, que só permite visitas entre as 8h30 e as 16h30.

Após ter voltado a fechar por causa à pandemia, a gruta reabriu em outubro do ano passado. Durante a visita, é possível caminhar ao longo da trilha da caverna e da câmara subterrânea que foi usada pelos mergulhadores para resgatarem os jovens. A câmara fica a 200 metros da entrada da gruta e são precisos 15 minutos para lá chegar.

O local exato onde a equipa ficou presa não está aberto ao público, uma vez que fica a cerca de três quilómetros dentro do complexo. Durante a operação de resgate, os mergulhadores levaram horas apenas para fazer a viagem ida. A visita à atração turística custa 0,68€ (25 baht) por pessoa e inclui ainda uma viagem de autocarro até à entrada da caverna.

Como lá chegar

Se quer conhecer a gruta mais famosa do mundo, prepare-se para uma longa viagem. Primeiro terá que apanhar um avião até ao aeroporto de Chiang Rai, na Tailândia. Se partir de Lisboa, encontra bilhetes de ida desde 682€. Caso apanhe o avião no Porto, há voos a partir de 585€.

Ao chegar ao aeroporto, terá que se dirigir ao terminal 2 e apanhar o autocarro com destino a Mae Sae. A viagem dura aproximadamente cinco horas. A partir daí, a melhor opção será mesmo apanhar um táxi até ao parque nacional onde se encontra a gruta, a não ser que queira andar a pé durante uma hora e meia.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT