Viagens

Versão americana do Tinder agora avisa se o match está vacinado

Os utilizadores vacinados recebem crachás e têm acesso a conteúdo premium gratuito, boosts, super likes e super swipes.
Foi uma ideia da Casa Branca.

É uma iniciativa tão insólita que só poderia mesmo ter acontecido em plena pandemia. No final de maio, a Casa Branca fechou parcerias com as plataformas de encontros mais populares nos Estados Unidos de forma a incentivar a vacinação contra a Covid-19 entre a população. 

A partir de agora, os utilizadores americanos do Tinder, Bumble e Match, entre outras, vão poder partilhar o seu estatuto de vacinação com os potenciais candidatos. Além disso, quem já tiver levado a vacina terá acesso a conteúdos premium.

Andy Slavitt, conselheiro da Casa Branca para a Covid-19, revelou na passada sexta-feira, 21 de maio, que as pessoas que apresentam um selo de vacinação no perfil do site de encontros OkCupid têm mais 24 por cento de probabilidade de conseguir um match (isto é, um companheiro para um encontro).

As plataformas de encontros têm mais de 50 milhões de utilizadores nos Estados Unidos. Entre as novidades desta iniciativa do governo americano para os utilizadores vacinados estão os crachás de estatuto de vacinação, conteúdo premium gratuito e acesso a boosts, super likes e super swipes, além de filtros para potenciais candidatos encontrarem apenas dates que já estejam vacinados.

Hinge, Plenty of fish, BLK e Chispa são outras das apps que fazem parte da iniciativa. No entanto, a Casa Branca também já está a fechar parcerias do género com a Uber e a Lyft.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT