Viagens

Torre Eiffel encerrada 2 dias devido a greve dos trabalhadores

Normalmente, o local está aberto 365 dias por ano. Nos últimos meses, porém, já proibiu todas as entradas duas vezes.
Más notícias para quem está de férias em Paris.

A Torre Eiffel, em Paris (França), estará encerrada até ao final do dia desta terça-feira, 20 de fevereiro, devido a uma greve dos funcionários. A paralisação arrancou esta segunda-feira, motivada pela má gestão financeira do monumento.

O aviso constava num cartaz afixado na entrada, com uma mensagem escrita em diferentes línguas: “Devido a uma greve, a Torre Eiffel está fechada. Pedimos desculpa”, lia-se.

Nos últimos meses, o ícone da cidade tem recebido mais visitantes graças aos Jogos Olímpicos, que decorrem ali entre 26 de julho e 11 de agosto deste ano. “Estamos um pouco desiludidos, mas compreendemos. As pessoas merecem um salário justo e condições de trabalho adequadas”, admitiu Marisa Solis, uma turista natural de Nova Iorque, à “Associated Press” — aqui citada pelo “Jornal de Notícias”.

Normalmente, a Torre Eiffel está aberta todos os dias do ano. Nos últimos dois meses, contudo, já foi encerrada duas vezes — também devido às greves constantes dos trabalhadores franceses. Em dezembro, por exemplo, não recebeu visitas porque os funcionários queriam fazer negociações contratuais com os responsáveis pelo espaço.

Os funcionários avançaram com a paralisação para exigir um aumento salarial proporcional às receitas da venda de bilhetes., refere Stephane Dieu, membro do sindicato que representa a maioria dos funcionários do monumento. Outra das exigências passa pela introdução de melhorias ao processo de manutenção da estrutura.

“Estão a dar prioridade aos benefícios a curto prazo em detrimento da conservação a longo prazo do monumento e do bem-estar da empresa para a qual trabalhamos”, afirmou Dieu à mesma agência noticiosa.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT