Viagens

Um das rotas de comboio mais bonitas do mundo acaba de reabrir

O trajeto une Nova Iorque a Montreal e é uma das viagens que tem mesmo de fazer antes de morrer.

Quando a “National Geographic” o elegeu como um dos mais belos trajetos cénicos para fazer de comboio em todo o mundo, não estava a brincar. Mais caprichoso se torna dado o facto de não estar aberto 365 dias por ano. É, alias, a primeira vez que reabre ao fim de vários anos sem funcionar.

Acabada de reabrir a 3 de abril, a rota que cruza a fronteira entre Estados Unidos e Canadá passa por alguns dos vales e lagos mais belos da região, sobretudo as montanhas Adirondack. É num comboio da Amtrak que se faz a viagem, com direito a refeições num espaço com janelas amplas para poder absorver a vista.

Do início ao fim, a viagem tem uma duração de cerca de 10 horas. A partida pode ser feita na famosa Penn Station, em Nova Iorque, de onde parte o comboio rumo ao Vale de Hudson, ao longo do rio com o mesmo nome.

Pelo caminho, passa-se também pelas cascatas de High Falls George e por aquele a que chamam o Grand Canyon das Adirondacks. Outra das vistas imperdíveis é a que é oferecida sobre o lago Champlain, um dos maiores do continente.

A viagem é feita inteiramente durante o dia e no interior das carruagens estão assentos largos e confortáveis. Há também uma carruagem com café e restaurante para pequenas refeições. E, claro, amplas janelas que permitem apreciar a vista sem obstáculos.

A linha opera desde 1974 e passa por 18 cidades. E convém levar passaporte e todos os documentos para que seja possível cruzar a fronteira. Os bilhetes custam aproximadamente 100€.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT