Viagens

Um dos segredos mais bem guardados de Roma é um buraco numa fechadura

Quem olha lá para dentro, consegue ter a melhor vista para a cúpula da Basílica de São Pedro. É incrível.
Tem vista para a cúpula mais famosa de Roma.

Durante uma visita à capital italiana, há momentos indispensáveis que não podem faltar no roteiro: comer (pelo menos) uma carbonara e uma pizza, provar um gelado artesanal, visitar o Coliseu e o Fórum Romano e passar um dia a conhecer o Vaticano. Contudo, Roma é uma cidade que guarda muitos segredos — e um deles tornou-se numa das atrações mais peculiares da cidade. E é gratuita. 

Não se trata de um monumento, cúpula, ruína, estátua ou terraço. É um buraco numa fechadura (Il Buco della Serratura). Sim, leu bem. Um dos segredos mais bem guardados da cidade encontra-se no bairro Aventino e faz parte do portão da Villa del Priorato. Neste caso, não encontrará ninguém do outro lado, “apenas” a cúpula da Basílica de São Pedro, a mais conhecida de Roma. Está enquadrada perfeitamente no pequeno buraco do portão e emoldurada por um corredor de árvores de ambos os lados. É comum ver visitantes a fazerem fila em frente à porta impenetrável só para darem uma vista de olhos. Muitos tentam tirar uma fotografia — mas há coisas que nem as câmaras conseguem capturar.

O portão onde está o famoso buraco da fechadura faz parte da sede da Ordem Soberana e Militar de Malta, uma ordem religiosa católica que começou em Jerusalém, no século XI. A residência pertencia originalmente a Alberico II, um nobre que governou Roma de 932 a 954. Com uma localização estratégica, perto do Monte Aventino e uma vista incrível sobre o rio Tibre, foi uma escolha fácil para a sede dos Cavaleiros Templários, quando chegaram ao poder na Idade Média. Quando a ordem foi derrotada, no século XIV, a propriedade passou para os Cavaleiros Hospitalários, os antecessores da ordem atual.

Segundo conta a lenda romana, o Monte Aventino foi imaginado como um navio sagrado que eventualmente partiria para os céus. Então, quando Giovanni Battista Piranesi projetou a propriedade, incorporou muitos elementos e símbolos náuticos nos seus desenhos. A porta ornamental, onde se encontra a atração, simbolizava a entrada para o convés do navio. Até à data, não há certezas se o buraco da fechadura foi alinhado com a cúpula de São Pedro de propósito ou não, mas tudo indica que tenha sido planeado.

A Basílica de São Pedro é o templo religioso mais importante do catolicismo e a igreja onde o papa realiza as liturgias mais importantes. Começou a ser construída em 1506 e só terminou mais de um século depois, em 1626. Bramante, Michelangelo ou Carlo Maderno foram alguns dos arquitetos que participaram na construção. O nome da basílica deve-se ao primeiro papa da história, São Pedro, cujo corpo está enterrado no local.

Com capacidade para 200 mil pessoas, a Basílica tem 190 metros de comprimento, sendo que a cúpula chega aos 136 metros de altura. É um dos pontos turísticos que não pode faltar no roteiro para quem visita a capital italiana e é uma das experiências inesquecíveis de Roma. A entrada à basílica é gratuita, mas se quiser subir à cúpula terá de pagar 6€, se quiser subir os 551 degraus, ou 8€, caso prefira apanhar o elevador até ao terraço e subir os restantes 320 degraus.

Antes ou depois de a descobrir por dentro, não perca a oportunidade de a ver ao longe, através do buraco da fechadura. Quem olha através dele, não fica apenas impressionado com a vista, mas com vontade de saber o que se esconde do outro lado do portão. Infelizmente, os jardins da sede institucional da Ordem Soberana e Militar de Malta não estão abertos ao público, exceto em raras ocasiões, como durante as Giornate FAI, uma iniciativa criada para valorizar o património cultural italiano.

Como lá chegar

Para conhecer um dos segredos mais bem guardados de Roma, primeiro terá que apanhar um avião até à capital italiana. De Lisboa ou do Porto, encontra bilhetes de ida desde 22€. Depois de aterrar, deve apanhar o autocarro que o leva até à estação Roma Termini. É aí que irá apanhar o metro para Circo Massimo. A viagem dura cerca de 15 minutos.

A melhor maneira de chegar ao portão é indo a pé. Como a estação de metro fica no sopé do Monte Aventino, a caminhada até ao buraco demora menos de dez minutos.

De seguida, carregue na galeria para descobrir como é olhar através do buraco da famosa fechadura. 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT