Viagens

Voos para o Brasil e Reino Unido vão continuar suspensos até 16 de março

A decisão foi comunicada pelo governo este sábado, 27 de fevereiro.
Tudo em terra.

Até 16 de março, pelo menos, vão manter-se suspensos todos os voos para o Reino Unido e para o Brasil. A decisão do governo foi anunciada este sábado, 27 de fevereiro, num comunicado divulgado pelo Ministério da Administração Interna (MAI).

O documento publicado pelo gabinete de Eduardo Cabrita justifica a decisão do executivo de manter as restrições no tráfego aéreo com a renovação do Estado de Emergência, no contexto da situação epidemiológica provocada pela pandemia. Desta forma, apenas se vão realizar, neste período, voos de natureza humanitária, com vista ao repatriamento de cidadãos nacionais, da União Europeia e de países associados ao Espaço Schengen.

No comunicado divulgado este sábado, o MAI refere que, nestes casos, os “cidadãos têm de apresentar comprovativo de realização de teste molecular por RT-PCR para despiste da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo, realizado nas 72 horas anteriores ao momento do embarque (com exceção das crianças que não tenham completado 24 meses de idade)”. O governo indica ainda que quem viaje nestas condições terá de “cumprir um período de isolamento profilático de 14 dias”.

Com esta decisão, ficam suspensos todos os restantes voos — comerciais ou privados — dos aeroportos ou aeródromos de Portugal continental, com origem ou destino no Brasil e no Reino Unido.

Os voos de e para os países que integram a União Europeia e dos países associados ao Espaço Schengen continuam a ser autorizados, recorda ainda o documento publicado pelo MAI.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT