NiTtravel

Casa da Ribeira em Colares: o refúgio de estilo francês com uma piscina de 16 metros

A antiga moradia da família Schlumberger é agora um alojamento local "sofisticado", com um jardim único.
Abriu em junho.

Quando um médico de 47 anos descobriu a Casa da Ribeira, escondida num vale na serra de Sintra, apaixonou-se imediatamente pelo seu jardim, com inúmeras árvores maduras e de espécies raras. 

Apesar do encanto, estava em mau estado de conservação — “parecia uma floresta, cheio de silvas e outras plantas invasoras”. Contudo, isso não o impediu de ver o potencial da propriedade com 3.500 metros quadrados em Colares. Comprou-a há cerca de cinco anos, com o intuito de a restaurar e fazer dela o seu “retiro no campo”.

“Originalmente, pertencia aos Schlumberger, uma importante e antiga família francesa, que veio para Portugal em meados do século XX”, conta à NiT o médico e professor universitário de 47 anos. Tanto a moradia como os jardins datam de 1950 e foram desenhados num estilo modernista, da autoria do arquiteto luso-alemão Claudio Spies, que esteve envolvido no projeto do mítico Hotel Estoril Sol.

Já nos anos 60, a propriedade foi recuperada pelo conhecido arquiteto francês Pierre Barbe, que trabalhou em diversas casas da família Schlumberger espalhadas pelo mundo. Quando o atual proprietário adquiriu o imóvel, decidiu manter o estilo francês modernista e sofisticado dos anos 50 e 60, de Pierre Barbe. 

“O jardim também foi todo recuperado para recriar o que teria sido também nessa época”, explica. O atual projeto de interiores foi realizado em 2023 pelo arquiteto português André Vilar de Azevedo.

Apesar de nunca ter olhado para a propriedade como uma oportunidade de negócio, à medida que as obras decorriam, percebeu que podia transformá-la um alojamento local. “A ideia surgiu mais tarde, quando conclui que não tinha tanto tempo como gostaria para usufruir da casa e do jardim maravilhoso. Pensei que seria bom que outros pudessem também desfrutar dos seus encantos”, revela.

Feitas as obras, que respeitaram o projeto original, a Casa da Ribeira, em Colares, gerida pela empresa Fica | Unique Short-Term Rentals, abriu ao público em junho. 

Com características únicas, o alojamento situado a 10 minutos de carro da Praia das Maças e da Praia Grande, destaca-se pela sua arquitetura modernista, com uma decoração que tenta recriar o estilo francês dos anos 50. No interior é possível encontrar peças de arte, como as tapeçarias Ausbusson e as cerâmicas Vallauris. A elas juntam-se outras peças mais antigas, nomeadamente orientais, que também se usavam muito naquela época. 

“A vivência é exatamente como se estivéssemos numa casa dos anos 50 e 60, com todo o requinte francês da época, mas rodeados pela beleza única da serra de Sintra”, sublinha o proprietário. Com capacidade para acomodar oito hóspedes, a moradia oferece quatro quartos, entre eles duas grandes suites, uma sala de estar ampla, cozinha, sala de jantar e um ginásio equipado.

Em cada uma das divisões destaca-se ainda as janelas amplas com vista para o vale dos fetos, fazendo com que a casa esteja “realmente aberta para o jardim” — um dos ex-libris da propriedade. É “absolutamente maravilhoso” e está polvilhado de árvores e plantas, como magnólias, tílias, camélias, lasgestroémias (árvores de Júpiter), choupos canadenses (um deles com mais de 100 anos) e castanheiros.

 “Possui um vale em que se desenvolvem mais de 30 fetos arbóreos, e outras espécies de raras de fetos. Neste vale existem trilhos que o atravessam e uma zona de estar com poltronas de jardim onde se pode permanecer a ver, ouvir e cheirar a natureza”, refere.

Ainda no exterior, os hóspedes podem mergulhar numa piscina de água aquecida com 16 metros de comprimento, rodeada por todo o jardim. Localizada num vale escondido da serra de Sintra, tem também uma “privacidade única”.

Para ficar hospedado neste incrível refúgio em Colares, os preços começam nos 600€ por noite. As reservas podem ser feitas online.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT