NiTtravel

Esta gruta misteriosa parece o Monstro das Bolachas — e até pode fazer escalada

Olhos sombrios e uma boca sorridente: estão feitas as apresentações da personagem que se esconde na Serra de Sicó.
A vista é deslumbrante.

Grutas há muitas, mas nenhuma tem a forma de uma personagem da “Rua Sésamo“, o programa infantil que foi transmitido na RTP entre 1989 e 1996 e que encantou os miúdos com as suas animadas figuras. É na aldeia de Poios, a norte do concelho de Pombal, em plena paisagem cársica da Serra de Sicó, que se esconde um fascinante segredo.

Assim que se entra nesta povoação, sente-se logo uma energia divina capaz de nos levar aos sítios mais recônditos. No seu vale é possível distinguir uma enorme garganta marcada por encostas íngremes, rochosas, de calcário e com poucos sinais de intervenção humana. É também o spot perfeito para fazer alguns trilhos em contacto com a natureza e é ao percorrê-los que vai poder encontrar esta misteriosa gruta.

O percurso tem início próximo de Poios. Ali perto e, mesmo que a um quilómetro de distância, destaca-se numa encosta uma capela branca que parece quase suspensa numa frente rochosa em formato de concha. A capela da Senhora da Estrela é um dos mais belos exemplos destas formações.

No topo construíram um mirante que tem uma imponente paisagem. Aqui temos a noção mais clara da altura a que nos encontramos. Se tiver sorte, nos dias em que o céu está limpo, a vista alcança o mar da Figueira da Foz. No miradouro encontra-se uma estátua da Senhora virada para o litoral. Diz-se que poderá remeter para a lenda que está na origem do santuário.

Segundo reza a história, noutros tempos estas paisagens eram navegáveis. Um pescador que tinha saído para o mar deparou-se com um grande temporal que fez com que a sua embarcação andasse à deriva vários dias. Perdido e sem saber como regressar, fez a promessa de que, se chegasse a terra, faria uma capela no local onde atracasse em honra de nossa senhora. Surgiu então uma estrela que o guiou até terra. A capela foi construída nesse local e atualmente pode ser contemplada como um espaço mágico.

Ainda no miradouro, aproveite para observar, no fundo da encosta, uma espécie de lagoa. Com a morfologia de uma concha, tem um diâmetro com cerca de 25 metros e a capacidade de guardar água durante todo o ano. Note como a dolina é espantosamente rodeada por olivais. Segundo dizem, era aqui que os peregrinos se lavavam antes da subida ao santuário.

Nesta encosta existem vários percursos pedestres e só assim vai viver momentos que jamais irá esquecer. Siga caminho e prometemos que valerá a pena. A cerca de uma dezena de metros de distância da estrada, é por entre a vegetação que se encontra um lugar único: primeiro, uma boca sorridente pouco profunda que fica a um metro e meio de altura; mais acima, estão uns olhos sombrios e estreitos.

A misteriosa gruta que tem o formato do Monstro das Bolachas.

A erosão criou no Maciço Calcário, ao longo de milénios, formas dramáticas como canhões, grutas, algares, buracas e outras insurgências. Mas é este lugar que espanta e encanta quem por lá passa. A disposição das três buracas levaram a que o povo o batizasse de Monstro das Bolachas. É seguramente um lugar misterioso e que recomendamos conhecer.

Se gosta de fazer escalada, sugerimos que o faça nesta rocha. Com cerca de 30 metros de altura, tem alguns apoios metálicos fixos que facilitam a subida. A um quilómetro de distância deste local, fica outro sítio incrível para esta prática.

No Canhão de Poios vai encontrar uma garganta de rochas. Trata-se de um dos canhões fluviocársico mais importantes do País. Hoje, a água deu espaço a incríveis vertentes escarpadas, que originaram grutas e impressionantes maciços rochosos.

Sugerimos que faça mais algum trilho pedestre e se sinta em comunhão com a natureza. O tom claro do calcário sobressai entre o verde abundante que cobre o vale. Observe a forma como alguns blocos revelam a sua formação ao longo de séculos, através de linhas e tonalidades diferentes.

Ao longo do caminho, enquanto é acompanhado por imensas borboletas, veja a diversidade de plantas e de insetos que o rodeiam. Vai certamente passar por imensas grutas que servem de refúgio para as aves. Com todas as vistas panorâmicas que vai ter a oportunidade de ver, aproveite para relaxar longe da confusão urbana e da correria do dia a dia.

Carregue na galeria para ver mais imagens do Canhão de Poios.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT