NiTtravel

A história assustadora da mansão de William Westerfeld que está aberta ao público

Existem rumores de que este grandioso edifício na Praça Alamo foi palco de rituais satânicos e outras práticas ocultas.
Uma experiência aterradora.

Quando decidimos visitar os Estados Unidos da América, mais especificamente a Califórnia, pensamos em praias e extensas avenidas cobertas de palmeiras. O que não é comum é associar esta cidade a fenómenos ocultos e esotéricos. Contudo, esta casa de estilo vitoriano pertencente a William Westerfeld, é o o spot ideal para os turistas que tencionam submergir no universo do terror.

E já que esta segunda-feira, 31 de outubro, se celebra o Haloween apresentamos uma das edificações mais assombradas deste Estado. A imponente habitação de madeira está situada na esquina da Rua Fulton, em São Francisco. Ao longo dos anos devido à rotatividade de moradores e às experiências que lá aconteceram, acumulou uma história repleta de detalhes diabólicos e, hoje em dia, é considerada um dos ex-líbris turísticos da zona.

A casa construída em 1889 por um arquiteto local foi mandada edificar por William Westerfeld com o objetivo de se tornar o lar para a sua grande família. Este homem de nacionalidade alemã, tinha a profissão de confeiteiro e, infelizmente, faleceu logo após o final das obras em 1895. O prédio foi posteriormente vendido a John Mahony — construtor de dois famosos hotéis na Califórnia.

Apesar do dono ser o arquiteto anteriormente mencionado, ao longo dos anos, passaram pela casa vários moradores, cada um com a sua peculiaridade. Os primeiros eram russos czaristas e decidiram transformar o salão de baile do piso térreo numa discoteca. Os segundos eram um grupo de 50 pessoas — Calliope Company. Os terceiros eram membros da banda Family Dog.

Finalmente, o mais assustador foi o último morador — Kenneth Anger —  um realizador de filmes amadores sobre o ocultismo. Ao longo do tempo em que lá viveu, desenvolveu o seu próprio filme “Invocation of My Demonn Brother“, que até contou com músicas de Mick Jagger e a participação de Bobby Beausoleil.

Anger, ficou conhecido por deter um grupo de cultos satânicos chefiado por Charles Manson chamado “Família Manson”. Se é fã de crimes e serial killers, saberá que, este último, foi um criminoso, cabecilha de um culto satânico responsável pela morte de nove pessoas. Kenneth ocupou a casa de 1966 a 1967 e, sem dúvida, atraiu uma multidão bastante sombria para o local durante esse período. Na verdade, de acordo com o mordomo Kelly Edwards, eram frequentes as visitas de Manson à casa enquanto Kenneth morava lá.

Outro visitante da casa vitoriana foi Anton Lavey, fundador da igreja satânica. Durante as suas idas diárias à habitação diz-se que muitos rituais satânicos eram feitos no salão de baile e na torre do último andar, que costumava ter um grande pentagrama gravado no chão.

O dono Kenneth chegou a remover o teto da torre, ficando com as vigas à vista para que fosse possível canalizar mais diretamente as energias obscuras para o céu. Nesse mesmo local, os membros dos cultos e o dono da casa subiam ao ponto mais alto à procura da existência de ovnis, os quais alegam ter visto frequentemente.

O fundador da igreja satânica, antes de exercer as profissões relacionadas com o oculto era domador de leões o que foi bastante evidente anos mais tarde. Isto porque, nessa mesma torre, Lavey fechava um grande leão e é possível ver as marcas das suas garras nas portas.

No presente, a casa pertence a Jimmy Siegel que desde muito cedo sonhava com a mesma. Foi comprada em 1968 por este homem que não se interessava pelo seu passado obscuro mas sim pela arquitetura.

Se escolher fazer a visita a Westerfeld, pode ter a sorte de ser recebido por Jimmy que diz ter restaurado a esperança à habitação. O atual dono pretende torná-la numa casa-museu, pois diz ter características únicas que deviam ser aproveitadas de forma singular. Caso esteja preocupado com a assombração da casa, fique calmo. Siegel contratou uma equipa de monges budistas para abençoá-la após a compra do imóvel.

Com o aumento da fama do local, também Hollywood mostrou interesse no lar de Westerfeld pedindo a Siegel para gravar dois filmes. Contudo, este último recusou. Mais tarde e arrependido pela recusa aceitou que a série “Sense8” fosse lá gravada. Devido ao interesse envolvido na história do casarão assombrado, Matt Alvi desenvolveu um documentário chamado “House of Legends“.

Esta mansão insólita está repleta de histórias por descobrir até em recantos escondidos. Ao andar pela casa é possível ver sinais do terror que ali se passou, como por exemplo as garras marcadas e o pentagrama no chão. Na cozinha existem pinturas do guitarrista de Janis Joplin e, por toda a casa, estão espalhados itens de mobiliário peculiares, como é o caso das mesas em forma de caixão.

Embora não esteja aberto para tours todos os dias, existem várias formas através das quais poderá dar um olhinho na casa de Westerfeld. O dono, Jim, ocasionalmente abre as portas da mansão para vários eventos e visitas guiadas como é caso da “Gallery Girls Haunted Mansion”, que acontece todos os anos dia 27 de outubro.

De seguida carregue na galeria para ficar a saber mais sobre este destino, ideal para o mês do Halloween.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT