NiTtravel

Altos de Chavón: a vila de inspiração mediterrânea onde filmaram o “The Lost City”

No grande anfiteatro do vilarejo já atuaram artistas como Shakira, Frank Sinatra ou Elton John.
O Rio de Chavón deu nome à vila.

Se tem estado atento às últimas estreias no mundo do cinema, já deve ter ouvido falar de “The Lost City”, a nova comédia de aventura realizada por Aaron Nee e e protagonizada pelos atores Sandra Bullock e Channing Tatum. O que não deve saber é que, apesar de o filme se passar numa ilha deserta, foi gravado em várias spots da República Dominicana. Um dos locais de filmagem foi a vila de Altos de Chavón, um destino a não perder.

Na produção, Sandra Bullock é uma escritora famosa de livros de aventura. A escritora vai em tournée com o modelo que faz as capas dos seus livros, personagem interpretada pelo ator Channing Tatum e durante essa jornada é raptada. O raptor é um bilionário que pretende que a escritora o leve até ao tesouro desaparecido do seu mais recente livro. O modelo parte em busca da escritora e os dois entram numa grande aventura para encontrar este tesouro e se livrarem do raptor.

O filme foi gravado em várias zonas incríveis da República Dominicana como a capital da ilha, Santo Domingo, o parque nacional Los Haitises ou a Gruta de Iguabonita no Scape Park, o parque de diversões que já lhe sugerimos noutro artigo da NiTtravel. No entanto, há um spot que se destaca: o vilarejo de Altos de Chavón.

A vila fica perto de La Romana, a menos de duas horas de carro de Santo Domingo, a capital da República Dominicana. Recebeu este nome por ter sido construída ao lado do rio Chavón. A vila é recente, começou a ser construída em 1976 e foi inaugurada em 1982. Foi projetada pelo arquiteto italiano Roberto Copa e por Charles Bluhdorn, um industrial americano. Em conjunto criaram uma aldeia inspirada na arquitetura mediterrânea do século XVI. Por ser toda construída em pedra e rodeada de vegetação faz lembrar uma pequena vila na Toscana.

Para a construção da vila foram contratados artesãos e artistas locais. Além dos monumentos abertos ao público, o vilarejo também está cheio de artífices que vendem as suas criações, galerias de arte e a Parsons School of Design, uma conhecida escola de design. Entre os monumentos a visitar está o Museu Arqueológico, que conta com uma grande coleção de artefactos indígenas da altura pré-colombiana, que foram desenterrados no local.

O vilarejo até tem o seu próprio anfiteatro e não é pequeno. Tem capacidade para cinco mil lugares e é inspirado nos anfiteatros romanos e gregos. Na inauguração do projeto, Frank Sinatra atuou nesse local. E até hoje, nomes como Elton John, Andrea Bocelli e Julio Iglesias também já deram espetáculos no espaço.

A igreja de São Estanislau também é um monumento a incluir no seu roteiro. Quando foi inaugurada, o Papa João Paulo II enviou as cinzas do santo padroeiro polaco, Santo Estanislau, e também ofereceu uma estátua esculpida à mão, vinda de Cracóvia. Atualmente, esta igreja é muito procurada para casamentos, pois o ambiente pitoresco e mediterrâneo com vista para o rio e perto do mar das Caraíbas, faz com que seja um destino perfeito para casar.

No filme “The Lost City”, os produtores escolheram a vila para uma cena em que os dois protagonistas estavam numa festa, a dançar numa noite de verão. Se ficou com vontade de visitar a República Dominicana, pode parar de fazer refresh nos sites das companhias aéreas. A NiTtravel pensou em tudo e criou um novo pacote para a República Dominicana por apenas 950€ por pessoa. A estadia é na cidade de La Romana, que fica a 20 minutos da vila de Altos de Chavón.

De seguida carregue na galeria para conhecer melhor o vilarejo onde filmaram “The Lost City”. 

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT