NiTtravel

O resort de sonho onde o mar vai mesmo até à janela do quarto

Pode parecer uma ilusão ótica, mas nenhum luxo no Viceroy Los Cabos é fictício.
É uma obra-prima

Quando em 2016, o arquiteto Miguel Angel Aragonés finalizou o projeto, tinha cumprido com o objetivo principal: tornar o nome do hotel numa realidade. O Mar Adentro era especial: fosse qual fosse a suite ou a villa em que o hóspede estivesse alojado, dava a sensação de que o mar se prolongava até à sua janela.

Cinco anos depois, o hotel de luxo em San José del Cabo, na costa mexicana do Pacífico, era rebatizado sob ordens dos novos donos — tornou-se no Viceroy Los Cabos —, mas o mar continuava a emoldurar as vistas. Bem, talvez tudo não passe de uma ilusão de ótica.

A verdade é que o plano do arquiteto passou por dividir a enorme propriedade em três patamares e, em cada um deles, criou enormes piscinas de água rasa. Estendem-se ao longo dos vários pisos, sempre na linha do horizonte dos edifícios — todos eles de costas para a cidade e sempre virados para o mar —, onde se unem ao oceano.

O hotel original foi alvo de uma renovação, sem qualquer alteração na linha arquitetónica de assinatura, e reabriu em 2018 como a 15.ª unidade do Viceroy Hotel Group. O look minimalista, quase de ficção científica, de Aragonés manteve-se, com as fachadas totalmente brancas e as enormes superfícies azuis das piscinas rasas. No interior, 194 alojamentos, entre quartos, suites e villas — e 50 residências privadas.

Os quartos mais pequenos apresentam-se nuns modestos 53 metros quadrados, mas adotam todos um look quase exclusivamente branco, que ajuda a aumentar o espaço. Completamente equipados com ecrãs gigantes, sistema de som e máquinas de café, alguns têm mesmo banheiras exteriores e duches abertos no interior. Da janela, avista-se o enorme lago infinito.

Mais espaçosas são as casitas, alojamentos com mais do que um quarto, e as villas, que se estendem por dois pisos e podem ter até quatro quartos e uma piscina privada. Mas a maior e mais decadente é a villa com 616 metros quadrados, com janelas panorâmicas, uma piscina privada, dois quartos principais e dois de hóspedes, um rooftop com jardim e até um quarto desenhado para as amas.

Há poucos quartos assim no mundo.

E todas, mas mesmo todas as casitas e villas têm um assistente dedicado, um funcionário do hotel que trata de tudo o que os hóspedes necessitarem.

Plantado precisamente no meio da piscina infinita está o Nido, ninho em espanhol, um restaurante exterior coberto com uma estrutura de madeira que parece boiar e que providencia toda a sombra necessária. Ali provam-se especialidades mexicanas, espanholas e peruanas. Mais perto da praia encontra-se também a versão mais pequena do espaço, o Nidito Beach, e o Poolside Bar. No topo do hotel está o Nube Bar and Lounge, um bar com uma vista e 360 graus sobre a paisagem.

Carregue na galeria para ver mais imagens deste resort que é uma verdadeira obra da arquitetura moderna.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT