NiTtravel

Parque Lage: o spot natural do Brasil com uma vista incrível para o Cristo Redentor

Já foi um engenho de açúcar, um palácio italiano e atualmente é um parque aberto ao público com arte, natureza e história.
O ambiente é super romântico

O Parque Lage no Rio de Janeiro foi um engenho de açúcar durante a época do Brasil colonial. Era lá que se transformava a cana-de-açúcar em açúcar, melaço ou aguardente de cana. Em 1811 a fazenda passou a pertencer à família de Rodrigo de Freitas Mello e Castro e, em 1840, foi comprada por um nobre inglês. Este contratou o paisagista, também inglês, John Tyndale para projetar e reconstruir o espaço, inspirando-se nos palacetes ingleses com os seus clássicos jardins românticos.

Quase 20 anos depois, António Martins Lage comprou a propriedade, que se passou a chamar Parque Lage. Nos anos 20 do século XX Henrique Lage, neto de António Lage, casou com uma cantora liríca italiana e mandou remodelar o espaço. Assim, a quinta tornou-se numa mistura entre os palacetes românticos ingleses e os grandes palácios romanos. Em 1957 foi quando Henrique Lage se desfez do palacete, que foi transformado num parque público e considerado Património Histórico e Cultural pelo IPHAN (Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional).

Este parque fica no meio da natureza e tem uma vista privilegiada para o Cristo Redentor. Como pode perceber pela sua história, é um local bastante eclético, com vários estilos de arquitetura e atividades para fazer. Primeiro que tudo deve visitar o palácio romano, o edifício principal do parque.

Neste palácio são feitas várias exposições de arte e é onde fica a Escola de Artes Visuais, que forma artistas iniciantes, com cursos, exposições e palestras. Se for do seu interesse, também pode fazer estes cursos, pois são gratuitos. De seguida deve visitar o terraço, que tem vista para o parque e para o Cristo Redentor. Não pode deixar de passar pelo pátio principal, que tem uma piscina incrível e o café do Parque Lage. No café pode aproveitar para tomar um brunch, com vista para a piscina, um cenário digno de um filme. É também no palacete que fica a Escola de Artes Visuais.

Os jardins também são um ponto de paragem obrigatória. Têm um estilo romântico com muitas árvores, bancos de jardim e fontes a decorar. O parque fica na área da Floresta da Tijuca. Por isso, à sua volta pode encontrar várias palmeiras e outras plantas, cavernas, grutas, aquários, ilhas artificiais e lagos. Este é o local perfeito para os amantes de natureza, pois existem vários trilhos de caminhada entre a floresta.

O trilho mais conhecido é o do Corcovado, que vai do Parque Lage até ao Cristo Redentor. Este é o percurso mais exigente, que dura três horas. Para esta caminhada recomendamos que leve roupa e calçado confortável e que vá em grupo, para que não se perca no meio desta floresta lindíssima.

Se é fã de natureza, arte e história, esta visita foi feita para si. E a melhor parte é que a entrada no parque é gratuita. As boas notícias ainda não acabaram. A NiTtravel tem o programa ideal que o leva até o Brasil por apenas 990€. Reserve já este pacote para o Rio de Janeiro antes que os lugares esgotem.

De seguida carregue na galeria para ver mais imagens do Parque Lage. 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT